Mark Certo:    Faça seu Web Site   |   Hospede seu Web Site   |   Loja Virtual  |   Automação Comercial  |   Assessoria
 
clique play para ouvir as músicas
E-Mail:   Senha:  
 
Ainda não sou cadastrado Esqueci a senha
 
Saiba Mais
Raul Seixas
Billy Seixas
Cultura Saber
Sobre o Fã Clube C S
Apostilas Os Chakras
Profecias
Estado Incognoscível
Diz o Mestre Raul Seixas
Homenagens
Bibliotéca
Astrologia / Horóscopo
Sobre as Músicas Billy Seixas
Sociedade Alternativa
P A Som / Camarim
TaroAstro
Aprendendo Sobre Sexo
Curso G P Gestão de Pessoas
Negocios de Sucesso Online
Você quer Ter Saúde?
Aprendendo a Tocar Violão
Serviços & Recursos
Agenda / Calendário
Galeria de Imagens
Galeria de Vídeos
Cadastro | Sou Fã
Bibliografia
Fórum
Links Úteis
Notícias & Curiosidades
Parceiros
Fale com o Billy
 
 
 
 
28/04/2012
Pai Nosso da Mente
Seguidor, Músico, cantor, compositor, escritor, ator e roteirista de dois filmes inéditos.
saiba +
 
 
Curso G P Gestão de Pessoas | A Carne Dura Pouco
A Carne Dura Pouco  

Para o homem de carne a morte (ego e o ídolo pessoal) não é má, senão uma forma de encontrar a Verdade e a vida, despindo-se da falsa vida, para encontrar com você próprio no agora eterno. A vida traz o segredo de viver sobre a forma de morrer. Pense no grão e saberá que não há morte. Sempre há uma nova semente, porque essa é a promessa de Deus: dá-nos a ressurreição. Oh Senhor. Obrigado Pai.
 
1) - Na primeira etapa dos sete (7) anos de idade, a criança está apta apenas a viver a vida de criança. No entanto, traz em seu “gene cultural” as experiências das ignorâncias vividas pelos pais, onde há uma correspondência contínua, que nos afirma e comprova que o que está em cima é igual ao que está embaixo. E sobre esse equivocado Mentalismo “de baixa vibração” os filhos prosseguem vibrando, sem que saibam. Pois, usam de sua força apenas pelo ritmo do vício.

2) - Na segunda etapa dos catorze (14) anos de idade, já existe uma personalidade definida e, o ser humano está apto a aprender aquilo que acontece na massa, imposto pelo sistema. Onde se adquire os vícios da coletividade, de maneira inconsciente, porém, “obrigada”, sem saída.
O reflexo dessa massa comum então, se espelha na personalidade de qualquer pessoa comum, nela inserida. Pois, não só o país, mas, o ambiente planetário e sua “inteligente” cultura globalizada, criam-se tal personalidade, que se Corresponde sobre as baseadas técnicas usadas em tais experiências idênticas e bem definidas, pelos seus professores alienados.
Torna-se visível a marca mórbida da globalização ingressada na “cultura” da personalidade: da máquina humana sem controle de sua própria vontade.

3) - Na terceira etapa dos vinte e um (21) anos de idade, a jovem pessoa segue então, o que ela aprendeu “na carne”, mediante sua experiência em todos os sentidos, sejam elas boas ou más.
Aqui se conclui então, o homem da nova sociedade, mas, cheio de problemas pessoais e familiares. Seus sentimentos estão voltados para a Vibração do seu próprio desejo e, todas e quaisquer coisas que cruzar em seu caminho, “se não estiver ao seu favor”, mesmo se contra os princípios sociais e morais, é decretado seu inimigo pessoal. Pois, essa é a nossa cultura, onde o melhor tem que passar por cima dos outros a qualquer custo. A ignorância impera, em seu ápice “comum”.

4) - Na quarta etapa dos vinte e oito (28) anos de idade, a pessoa está amadurecendo, é onde começa a descobrir entre o certo e o errado de modo comum, em sua sociedade máquina, onde sua “mente” vai apenas para frente e para trás, como se vivesse em seu mundo de apenas “duas dimensões”.
Aqui terá que decidir sua profissão sobre a forma viciada que ela aprendeu, e, se moldar no Ritmo da sobrevivência, Polarizando-se com sua escolha “sem opção”, porque só sabe fazer de tal maneira, e, então, o conceito de: assim sempre deu certo, meu pai fazia assim... Não consegue ver além do corpo físico.
O sistema então garante o novo homem robô.

Quando um homem tem poder sobre o outro, mandando e escravizando-o e excluindo do seu meio, tal ação não agrada a Deus. Seu espírito se afasta da divisão, porque Deus é unidade perfeita e, onde há separação humana não há afeto em todos os níveis, também não há a presença manifestada de Deus.

_ “Puseram suas mãos nos que tinham paz com ele (Deus); romperam a sua aliança”. Salmos 55:20. Perdoa-nos Senhor.

5) - Na quinta etapa dos trintas e cinco (35) anos de idade, eis então o conhecimento sobre o todo da vida: tanto familiar quanto social, profissional... Dessa forma, mediante as coisas da vida, no seu Ritmo alienado, não há saída para o homem comum. Pois, não consegue ver além da aparência e de suas coisas adquiridas durante ao longo da vida. Pensa até que isso é tudo, enquanto o seu espírito pede Luz.

Apesar de que, aqueles que fizeram um cursinho superior, acharem que os que não estudaram tal cursinho, serem os homens comuns.
Apesar de que, aqueles que fizeram um cursinho superior, afirmo que também ficam doentes, e, homem doente, não pode tratar outro doente.
Na verdade, na verdade vos digo: aquele que não nascer de novo é um homem comum, ignorante tanto quanto equivocado, porque não tem Deus em seu coração, porque Deus não divide glória com ninguém e nem está em diplomas.
Paulo de Tarso e o rei Abimeleque são exemplos dessa resposta de Deus.  

6) - Na sexta etapa dos quarenta e dois (42) anos de idade, o ser humano percebe que não tem controle sobre a sua vida física, porque está baseado nas mudanças do seu corpo perecedor.
Aqui o homem nota que seu corpo já não é mais o mesmo, que suas forças físicas estão indo embora e então, começa o triste caminho “sem volta”, como dinheiro de aluguel, onde ele corre atrás de médicos, de esportes, plano de saúde..., e tende a querer buscar de volta sua mocidade. Mas, na lei de Causa e Efeito, nada passa despercebido.
Eis aqui o homem comum, ignorante tanto quanto equivocado.
_ “Pelo pecado da sua boca e pelas palavras dos seus lábios fiquem presos na sua soberba; e pelas maldições e pelas mentiras que proferem”. Salmos 59:12.

7) – Na sétima etapa dos quarenta e nove (49) anos de idade, o ser humano já começa a pensar e se preocupar apenas na chegada de sua aposentadoria, porque o cansaço bate em seu corpo velho e gastado, no caso do homem, e, a mulher, faz questão de “não esquecer” o triste ciclo do seu novo período (fim da menstruação ou começo da menopausa), apesar de existir mulheres que deixam de menstruar bem jovem devido sua alimentação moderna. Começam a pensar que tudo está acabado.

Tratam apenas do corpo físico como se fosse tudo, a glória do homem, a única coisa que há no mundo humano. Enquanto que na verdade é apenas uma das muitas experiências de sua consciência carnal e, muitos outros processos da vida.

Nada do que fizerem terá solução para rejuvenescer o corpo. Pode puxar ferro o quanto quiser, porém, somente vão viciar ainda mais as suas carnes assumindo suas posições de animais intelectuais. Nunca terão o que Abraão e Rebeca receberam de Deus. Aleluia. A única saída é o investimento nos filhos, onde se empenharão a dar a eles, o que não puderam dar a si mesmos. E a ilusão continua na próxima Geração de uma raça humana que precisa aprender a crer no seu próprio Paraíso Mental, para a manifestação de Deus transforma-los para o arrebatamento.

Livro: A Manifestação de Deus
Todos os direitos reservados

 
 
Fã Clube Cultura Saber - Billy Seixas O Discípulo de Raul Seixas
© 2018 - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024px / 768px
Projetado e Desenvolvido:
MARKCERTO - Qualidade Interativa