Mark Certo:    Faça seu Web Site   |   Hospede seu Web Site   |   Loja Virtual  |   Automação Comercial  |   Assessoria
 
clique play para ouvir as músicas
E-Mail:   Senha:  
 
Ainda não sou cadastrado Esqueci a senha
 
Saiba Mais
Raul Seixas
Billy Seixas
Cultura Saber
Sobre o Fã Clube C S
Apostilas Os Chakras
Profecias
Estado Incognoscível
Diz o Mestre Raul Seixas
Homenagens
Bibliotéca
Astrologia / Horóscopo
Sobre as Músicas Billy Seixas
Sociedade Alternativa
P A Som / Camarim
TaroAstro
Aprendendo Sobre Sexo
Curso G P Gestão de Pessoas
Negocios de Sucesso Online
Você quer Ter Saúde?
Aprendendo a Tocar Violão
Serviços & Recursos
Agenda / Calendário
Galeria de Imagens
Galeria de Vídeos
Cadastro | Sou Fã
Bibliografia
Fórum
Links Úteis
Notícias & Curiosidades
Parceiros
Fale com o Billy
 
 
 
 
28/04/2012
Pai Nosso da Mente
Seguidor, Músico, cantor, compositor, escritor, ator e roteirista de dois filmes inéditos.
saiba +
 
 
Estado Incognoscível | Sanção Espiritual
Sanção Espiritual  

Março/08 às três horas da manhã...!
_ “Oi”!
_ “Porque já vai dormir”?

Ao ouvir tal voz dentro do quarto abri os olhos e vi uma imagem angelical cujo semblante de uma beleza única e suave, se dirigiu ao meu corpo já cansado que estava sobre a cama, parou de frente e me olhou com ar de quem esperava uma resposta “de alguém muito íntimo”!

Meu corpo, magro, leve, feio e belo ficou imóvel e arrepiado, minha mente parecia estar aprisionada “uma prisão sem grades”, quando de repente aquela imagem de cor âmbar se aproxima lentamente e se sentou sobre a cama bem perto do meu peito e calmamente disse-me:
_ “Responda-me! Ainda não acabamos o que temos a fazer”!

Foi passando suas mãos suaves sobre o meu corpo e de alguma forma me deixou mais aliviado, porque até então eu não sabia o que estava acontecendo de fato, mas tão doce gesto foi me esquentando o corpo, abaixando os pelos, amolecendo as pernas e me tranqüilizou ao ponto de soltar minha mente e voz.

Mas..., Quem é você...?
Sentei-me na cama ainda meio tonto, tentei alucidar minha mente. Quando de frente, entreolhávamos nos olhos, de onde surgia uma luz de cor branca cintilante que brilhava e sobressaia através da luz de cor âmbar emitida por toda parte do seu sutil corpo e então repetiu...
_ “Precisamos acabar o texto que escrevíamos agora pouco”!

Como assim...! Que texto...? Quem é você...?
_ “Meu nome? Eu sou você, um escritor compenetrado na verdade”!
Compenetrado...!
Sabe que horas são...?

_ “Peço desculpas, mas, precisa terminar o texto, sobre os sagrados princípios..., Agora! O que estava escrevendo é muito importante para a raça humana da terra. Vamos, levante porque o homem está sobre a expiação da última era...”.
Como sabe o que estou escrevendo?

_ “Ora! Você ainda não entendeu que sou você, quem manifesta no corpo para que as suas mãos possam escrever o livro”?
O silêncio..., movido pelo cume da curiosidade me ardeu à carne, enquanto tentava refletir sobre a intangível imagem, que me envolvia sem que ainda pudesse compreendê-la.
_ “Você não vai se arrepender; vamos levante”!

Sinto muito, mas eu...
_ “Não! Não! Não! Nada disso! Levante e ande”.
Não!... Preciso dormir são três horas da manhã!

Pensei! Deve ser um sonho! Caí de volta na cama, fechei meus olhos e tentei dormir de novo, mas não adiantou. Pois, novamente me falava sobre o sagrado texto, até pensei que estava sonhando, mas tinha acabado de me deitar e não podia ser um sonho, estava acordado. Então me sentei de novo na cama e ele indaga:

 _ “Não está te reconhecendo”?
Sentado à beira da cama me pediu para que me aproximasse e me deu um suave abraço, o meu reflexo mental estava mais claro então pude notar que era uma presença não material, um corpo de outra dimensão. Sua imagem estava nítida e perfeita...

Mas, ao mesmo tempo me parecia um fantasma. Pensei que poderia ser alguém que havia acabado de falecer e seu fantasma jovem, veio me avisar. Porém, leu de antemão, a minha mente e mais que de pressa me disse:
_ “Não! Não! Nada disso”!

_ “Sou espírito vivo da eterna mocidade sem tempo e sem espaço. Sou a parte não nascida, que não adoece, não envelhece e não morre. Vivo dentro de um invólucro mortal, mas, sei que é apenas um período curto, temporário, porque aqui, nada é eterno. A transformação está por toda parte”.

Transformação...! Isso é muito bom! Gosto muito dessa palavra. Mas não vou me levantar daqui enquanto não me dizer quem é você!
_ “Sim! Tudo bem! Eu sou o Dom insubstituível”.

Dom...! Dom Quixote, o cavaleiro andante...?
_ “Não! Não! Acho melhor eu me levantar agora, em convenção com você em sua imortalidade, habitada em seu estado atual”!

Mas..., E propositalmente aquela imagem espiritual se fundiu em coesão com meu corpo físico e me levou para o gabinete e me fez escrever a tal continuação do texto, de onde havíamos parado:
_ “Mas na medida em que o espírito evolui, a fome do corpo físico diminui. O contrário também é verdadeiro, se a pessoa é viciada em comer, o espírito estagna, a mente bloqueia a sabedoria e o corpo fica mais denso e segue no seu vício mórbido...”.
 
 
Livro: A Manifestação de Deus
Billy Seixas O Discípulo de Raul Seixas

 
 
Editora Markcerto - Cultura Saber - Billy Seixas O Discípulo de Raul Seixas
© 2018 - Todos os direitos reservados
Melhor visualizado em 1024px / 768px
Projetado e Desenvolvido:
MARKCERTO - Qualidade Interativa